Garanhuns, 30 de Junho de 2018

Secretaria de Cultura de Pernambuco cancela peça de teatro com a história de Jesus transsexual

Imagem: https://www.diariodepernambuco.com.br (Foto: Reprodução/Facebook)

A secretaria de Cultura do estado de Pernambuco cancela a apresentação ‘O Evangelho segundo Jesus, Rainha do Céu’, que recria a história de Jesus como transsexual e que ocorreria no Festival de Inverno de Garanhuns no mês de julho, em decorrência da pressão do prefeito de Garanhuns, da igreja católica e de parceiros que ameaçaram boicotar o evento [1]. Em nota, o governo afirma que o cancelamento se deu por conta da ‘polêmica causada pela atração e da possibilidade de prejuízos das parcerias estratégicas e nobres que o viabilizam’ [2]. Ainda, o governo diz que o festival foi criado ‘para unir e divulgar nossas expressões culturais e não para dividir e estimular a cultura do ódio e do preconceito’ [3]. A diretora da peça classifica a proibição como uma censura e diz que pretende levar o espetáculo à Garanhuns de forma independente [4]. Em entrevista na rádio, antes do governo emitir a nota, o prefeito de Garanhuns afirmou que não cederia espaços da prefeitura para a encenação [5]. Durante show, a cantora Daniela Mercury critica a decisão do governo pernambucano e afirma que ‘censurar uma peça de teatro por convicções religiosas é um absurdo’ [6]. No mês seguinte, o Tribunal de Justiça de Pernambuco, fundamentado no princípio da liberdade de expressão, determina que o governo pernambucano realoque a peça na programação oficial do festival [7]. Articulador do espetáculo afirma que é uma ‘vitória contra a censura e transfobia institucional’ [8]. Em 2017, a mesma peça foi cancelada no Sesc Jundiaí por determinação judicial [9]. Em 2019, a prefeitura de Belo Horizonte cancela evento ‘Coroação da Nossa Senhora das Travestis’ [10] e a polícia civil de São Paulo interrompe gravação do clipe de cantora e ativista trans [11].

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Análises sobre o caso

Leia mais sobre ‘O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu’ e uma crítica da peça.

Em monólogo em cartaz em SP, atriz travesti interpreta Jesus transexual AINDA HÁ LUZ