Exibindo todos os casos marcados com Tipo de poder: Poder Informal

18 de Novembro de 2021

Presidente da Fundação Palmares reclama da linguagem do rap e do funk e critica Mano Brown

Para Sérgio Camargo a 'cultura' de usar ‘mano’ em todas as frases é reforçada nas letras do rap e do funk, além disso, o presidnte da Palmares ironiza a produção artista de Brown comparando-o com Machado de Assis.

Nas redes sociais, Sérgio Camargo afirma que ‘alguns ‘grupos’ acham que pretos têm que falar português ruim e usar ‘mano’ em todas as frases. Tal ‘cultura’ é reforçada nas letras do rap e do funk. A norma culta não é incompatível com a pele negra’ [1]. Ele também critica a ascensão do rap no país […]

Abrir caso

6 de Abril de 2022

Deputado federal compartilha vídeo falso da cantora Daniela Mercury

Deputado federal Eduardo Bolsonaro (SP) compartilha vídeo falso no qual a cantora Daniela Mercury teria afirmado que ‘Jesus era gay, muito gay, muito bicha, muito veado’ [1]. O parlamentar escreve junto do vídeo a legenda: ‘Cuidado! Cenas fortes. Efeitos colaterais da abstinência de Lei Rouanet. A que ponto a pessoa contaminada chega’ [2]. A montagem […]

Abrir caso

17 de Abril de 2020

Presidente da Fundação Palmares afirma que só aceitará rappers com ‘checagem da vida pregressa’

Sérgio Camargo afirma que rappers não serão contemplados pela Lei de Incentivo à Cultura caso relacionem-se com o 'caminho do crime, da apologia das drogas e da putaria' ou sejam 'capachos da esquerda'

Nas redes sociais, o presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, escreve que projetos ligados à instituição em parceria com rappers só serão aceitos ‘após rigorosa checagem da vida pregressa dos ‘artistas’ [1]. Ele afirma que rappers que ‘enveredam pelo caminho do crime, da apologia das drogas e da putaria, ou se deixam usar como capachos […]

Abrir caso

Bahia, 7 de Novembro de 2019

Deputado estadual xinga Daniela Mercury e faz declarações homofóbicas

O pastor sargento Isidório (PSC) chama a cantora de ‘escrava de satanás’, ‘puta’ e ‘endemoniada’ em razão de vídeo falso que circula nas redes sociais, no qual Mercury supostamente afirmou que 'Jesus é gay'

Deputado estadual da Bahia, pastor sargento Isidório (PSC) publica vídeo chamando a cantora Daniela Mercury de ‘escrava de satanás’, ‘puta’ e ‘endemoniada’, além disso, afirma que a cantora está com ‘problema de psiquiatria’ e desrespeita símbolos sagrados e faz ‘sindicato da viadagem’ ao dizer que Jesus é gay [1]. Ele também diz que já foi […]

Abrir caso

Niterói, 10 de Junho de 2022

Após manifestação de vereador, shopping transfere exposição LGBT para local menos visível

Douglas Gomes (PL-RJ) publica nas redes sociais vídeo afirmando que as obras eram um 'aburdo' e 'trabalhavam para sexualizar crianças'

Vereador de Niterói (RJ), Douglas Gomes (PL), publica nas redes sociais vídeo afirmando que a exposição ‘Abecedário da Diversidade’, do artista plástico Diego Moura, composta por imagens de personalidades LGBTQIAP+ e por conteúdo informativo sobre a causa, é um ‘absurdo’ e ‘trabalha para sexualizar as crianças’ [1]. Dentre os homenageados estão o ator Paulo Gustavo […]

Abrir caso

23 de Setembro de 2021

Autoridades da pasta da Cultura competem sobre quem mais recebeu processos judiciais

Mário Frias, André Porcúncula e Sérgio Camargo acumulam diversos processos e alegam que isso demonstra seu bom trabalho à frente da Secretaria Especial de Cultura e da Fundação Palmares, no entanto, os casos demonstram que várias ações contra o governo federal ocorreram em razão de atos e medidas ilegais tomadas por seus agentes.

Secretário de Fomento e Incentivo à Cultura, André Porciúncula, afirma nas redes sociais que ele e o secretário especial da Cultura respondem a 77 processos na Justiça e comenta que esse é o ‘custo de tentar moralizar os mecanismos de fomento da Cultura’ [1]. O presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, reage dizendo que acumula […]

Abrir caso

Distrito Federal, 11 de Fevereiro de 2019

A pedido da Polícia Militar, escola apaga grafite com rosto de Nelson Mandela e ‘mural da inclusão’

Os murais, feitos por artistas voluntários, são pintados de branco logo antes da PM integrar a gestão da unidade no modelo de escola cívico-militar

Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) solicita à diretora da escola Centro Educacional 1 (CED 1) na Estrutural, Estela Accioly, que apague grafite com o rosto de Nelson Mandela, ex-presidente da África do Sul e ícone da luta pela igualdade racial, pintado por grupo de artistas voluntários, como apurado pela imprensa nesta data [1]. Junto […]

Abrir caso

4 de Junho de 2020

Presidente da Fundação Palmares ofende Alcione após críticas políticas da cantora

Sérgio Camargo declara que a Alcione é ‘barraqueira’ e que despreza sua ‘insuportável’ música, após a artista criticá-lo por áudios vazados nos quais teria dito que o movimento negro é 'escória maldita'

Sérgio Camargo, presidente da Fundação Palmares, declara que a cantora Alcione é ‘barraqueira’ e que despreza sua ‘insuportável’ música [1]. Ao compará-la com a cantora americana Ella Fitzgerald, ele afirma que não suporta ’30 segundos da voz de Alcione’ e que Fitzgerald ‘humilha Alcione como intérprete e como ser humano’ [2]. As declarações de Camargo […]

Abrir caso

13 de Fevereiro de 2022

Secretário de Incentivo e Fomento à Cultura chama Paulo Coelho de “maconheiro” e “idiota”

Após o artista criticar secretários da Cultura por viagens extremamente onerosas aos cofres públicos, André Porciúncula chama-o de ‘maconheiro’, ‘idiota’ e 'palerma'.

Nas redes sociais, o secretário nacional de Incentivo e Fomento à Cultura, André Porciúncula, chama o escritor Paulo Coelho de ‘maconheiro’ e ‘idiota’ em reação a uma publicação feita pelo escritor mais cedo [1]. Dias antes, o secretário especial da Cultura, Mário Frias, realizou uma viagem à Nova Iorque (EUA) e gastou 78 mil reais […]

Abrir caso

25 de Maio de 2020

Fundação Palmares anuncia lançamento de selo ‘não racista’ para pessoas ‘tachadas de racistas’

De acordo com Sérgio Camargo, o selo seria dado à 'vítima de campanha de difamação e execração pública da esquerda' no intuito de 'restaurar a reputação de pessoas' que foram 'tachadas de racistas'

A Fundação Palmares, presidida por Sérgio Camargo, anuncia a decisão de lançar o selo ‘não racista’ [1]. Camargo publica em suas redes sociais que o selo seria um certificado de que a pessoa não seria racista, mas ‘vítima de campanha de difamação e execração pública da esquerda’, servindo para ‘restaurar a reputação de pessoas’ que […]

Abrir caso