13 de Fevereiro de 2022

Secretário de Incentivo e Fomento à Cultura chama Paulo Coelho de “maconheiro” e “idiota”

Após o artista criticar secretários da Cultura por viagens extremamente onerosas aos cofres públicos, André Porciúncula chama-o de ‘maconheiro’, ‘idiota’ e 'palerma'.

Nas redes sociais, o secretário nacional de Incentivo e Fomento à Cultura, André Porciúncula, chama o escritor Paulo Coelho de ‘maconheiro’ e ‘idiota’ em reação a uma publicação feita pelo escritor mais cedo [1]. Dias antes, o secretário especial da Cultura, Mário Frias, realizou uma viagem à Nova Iorque (EUA) e gastou 78 mil reais dos cofres públicos, o que gerou repercussão negativa para o governo federal [2]. Em sua postagem, Coelho afirma que o presidente Jair Bolsonaro fez bem ao ‘limar os palermas’ Frias e Porciúncula ‘de continuar o turismo tosco’, pois cancelou viagem que as autoridades fariam à Rússia, Hungria e Polônia [3]. O escritor também critica o fato de que os secretários ‘prometem e não mostram os recibos da mamata da viagem aos EUA’ e relembra que a Secretaria especial de Cultura não autorizou que o Festival de Jazz do Capão [4] captasse recursos via Lei de Incentivo à Cultura [5]. Em resposta, Porciúncula rebate dizendo: ‘Maconheiro, palerma é você. A viagem foi remarcada devido as tensões na região, mas ainda iremos, […]. E idiota, eu não fui para NY, Mário fez uma delegação pequena e econômica.’ [6]. O anúncio do cancelamento da viagem aos países do leste europeu ocorreu um dia após o Ministério Público pedir abertura de investigação para apurar os gastos de Frias na viagem à Nova Iorque [7]. Em postagens seguintes, Porciúncula diz que ‘por trás de todo crítico do governo há uma teta vazia. Esta é uma regra recorrente na elite artística arrogante’ e disse que os livros de Coelho eram de ‘colorir’ [8]. No dia seguinte, o secretário afirma que um biscoito da sorte chinês tem mais profundidade literária do que toda a obra de Paulo Coelho e a chamou de ‘plagiada’ [9]. Dias depois, Porciúncula gasta cerca de 20 mil reais em viagem para Los Angeles (EUA) [10]. Os secretários já criticaram outros artistas que discordavam de suas posições políticas, como Wagner Moura [11], Ivete Sangalo [12], Tais Araújo e Lázaro Ramos [13].

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Análises sobre o caso

Leia a análise sobre o perfil de André Porciúncula.

André Porciuncula, o 'Capitão Cultura' e braço direito de Mario Frias